Mary Rocha

 De onde sou e como fui parar na Nova Zelândia

Meu nome é Mary Rocha e nasci na capital de São Paulo, mas hoje moro na Nova Zelândia desde 2006. Antes de sair do Brasil, trabalhava  trabalhava numa empresa de consórcios como assistente de marketing havia 5 anos. Na época, eu queria ser gerente da área, minha formação era Comunicação Social, mas não conseguia enxergar muito progresso neste sentido. Além disso, tive um fim de relacionamento de 5 anos e este sentimento de estagnação me impulsionou a pedir para ser demitida da empresa e com o dinheiro retirado do FGTS resolvi investir num pacote de intercâmbio para aprimorar o meu inglês e voltar ao Brasil.

Fui para a África do Sul com planos de ficar no país por 3 meses. Mas quando cheguei lá e o mundo se abriu diante dos meus olhos, percebi que a minha trajetória não se resumia ali. Num certo dia o meu professor de inglês perguntou quais eram os planos depois da África e eu respondi que iria para a Nova Zelândia, pois tinha assistido um documentário sobre o país com Glória Maria do Fantástico. Até aquele momento não tinha dinheiro e nenhum plano para tal, mas a vida com suas reviravoltas e surpresas, me proporcionou a oportunidade de ficar na África por 1 ano, juntar dinheiro para, pelo menos, comprar a passagem e início de 2006 eu estava embarcando para a Nova Zelândia com a passagem aérea, USD100.00 no bolso e um namorado alemão mochileiro – que hoje é meu marido por 12 anos.

O livro conta justamente sobre este período entre Brasil e Nova Zelândia – todos os perrengues, problemas, emoções, que passei na África onde acabei morando por 1 ano no país antes de vir a Nova Zelândia.

Hoje moro na Nova Zelândia há mais de 12 anos e sou empresária no ramo de intercâmbio e turismo, fundadora da NZEGA Education and Travel (www.nzega.com)